Resumo da 28ª Sessão da Câmara Municipal Na Câmara de Vereadores de Custódia

Hoje, foram apresentadas várias indicações, duas Moções de Pesar, à família de Luiz Miguel da Silva e à família de e, um veto do Prefeito ao artigo 32 do Projeto de Lei Complementar nº 009/2017. O veto apreciado era sobre o artigo que tratava da disponibilidade de servidores para outros órgãos e para o sindicato. O veto foi mantido. A Vereadora Ane em sua fala relatou de sua ida ontem ao INCRA, detalhando a importância das ações do órgão em nossa cidade e convidou a todos para o evento de entrega da titulação dos assentamentos do INCRA, que será realizado dia 29 de setembro.

O Vereador Presidente, Neguinho e o Vereador Marcilio Ferraz abordaram o programa de regularização dos imóveis urbanos, Programa Nacional de Regularização Fundiária, que está sendo realizado pela prefeitura, os cadastros estão sendo realizados na sede da AABB, bairro Pindoba.

As ações do Programa Federal têm como marco a sanção da Medida Provisória 759, que altera procedimentos de regularização fundiária urbana e rural no País. A expectativa do Governo Federal é de que cerca de 150 mil famílias de baixa renda, que residem nesses imóveis, recebam o título definitivo de propriedade.

O Vereador Cristiano Dantas, em seu discurso reclamou da desatenção do Prefeito em relação às indicações e em relação aos pedidos de informações realizadas pelos Vereadores. Criticou novamente a cobrança realizada pelo transporte dos universitários, o subemprego praticado pelo executivo municipal, o desvio de finalidade do Programa Bolsa Cidadã. Falou que o prefeito está perseguindo o sindicato e os servidores, que não poderiam culpar os servidores pelas mudanças apresentadas na nova lei do plano.

Questionou ainda, sobre as composições e atuação dos conselhos municipais, e que iria formular pedidos de informações sobre o assunto. Cristiano, encerrou sua fala, criticando os gastos com festas, que aparentam ser genéricas nas atrações, mas as despesas são astronômicas, e que continuará cumprindo seu papel de defender o povo.

O Vereador Didi do Quitimbu, foi o último a falar, criticou a falta de atenção as suas indicações e as solicitações dos colegas Vereadores que também não são atendidas, ainda em seu discurso, Didi criticou as estradas dos sítios que estão com sua recuperação atrasada, que a lavanderia do Quitimbu continua necessitando de recuperação e, que sua postura é no sentido de responder as necessidades do povo e mostrar ao prefeito o melhor caminho, vota no que for ao bem do povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *